Seja muito bem-vindo ao nosso Sindicato   •     •   TaubatÉ / SP
 
     
 

NOTÍCIAS

09/09/2013

FETEC-CUT/SP e sindicatos debatem próximos passos da Campanha Nacional 2013

A direção executiva da FETEC-CUT/SP e representantes dos sindicatos filiados, reunidos nesta sexta-feira 06, em São Paulo, apontaram para a intensificação da mobilização como resposta da categoria à proposta rebaixada apresentada pela Fenaban, na quarta rodada de negociação desta Campanha Nacional 2013, realizada nesta quinta 05.

Após socialização dos aspectos desta última rodada e da respectiva avaliação do Comando Nacional dos Bancários, a reunião da FETEC-CUT/SP também avaliou o avanço da mobilização nas diversas bases do Estado de SP, apontando os próximos passos, de forma a pressionar os bancos a rever a intransigência apresentada nas mesas de negociação.

Em quatro rodadas, a Fenaban negou a maioria das reivindicações. Além de propor um ín­dice de 6,1% de reposição para salários e benefícios, o que não repõe sequer a inflação do perí­odo, não apresentou soluções para questões prementes da categoria, no que diz respeito a saúde, condições de trabalho, metas abusivas e segurança.

Nos bancos públicos, a situação não é diferente. Tanto o Banco do Brasil como a Caixa Econômica Federal empurram o processo negocial com a barriga, desconversando sobre grande parte das reivindicações específicas do funcionalismo.

Diante das intransigências, a reunião da FETEC-CUT/SP debateu a melhor forma de encaminhar o calendário de mobilização aprovado pelo Comando Nacional, o qual prevê de realização de assembleias na próxima quinta-feira 12, para deflagração da greve por tempo indeterminado a partir do dia 19. Novas assembleias deverão ser realizadas na quarta-feira dia 18, para organizar o movimento.

Concomitantemente à Campanha Nacional 2013, os bancários estão dispostos a intensificar a luta contra o PL 4330 das terceirizações, cujas pressões resultaram no adiamento da votação da matéria no Congresso Nacional. "Nós, bancários, temos a responsabilidade de defender as nossas conquistas obtidas ao longo dos anos a partir de muitas lutas, bem como de fortalecer a mobilização contra mais uma tentativa do setor patronal de precarizar as relações de trabalho de toda a classe trabalhadora, por meio do PL 4330. Trata-se de um momento de extrema importância, no qual devemos atuar com unidade e determinação", destaca Luiz César Freitas, o Alemão, presidente da FETEC-CUT/SP.

Com o adiamento da votação do PL 4330 na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJC) da Câmara dos Deputados, está prevista para o próximo dia 17/09 a realização de uma audiência pública no plenário da Casa, para a qual as entidades sindicais bancárias deverão enviar representantes.

 

Principais reivindicações da Campanha Nacional 2013:

"¢ Reajuste Salarial de 11,93%, sendo 5% de aumento real, além da inflação projetada de 6,6%

"¢ PLR " três salários mais R$ 5.553,15

"¢ Piso " Salário mín­imo do Dieese (R$ 2.860,21)

"¢ Vales Alimentação, Refeição, 13ª cesta e auxí­lio-creche/babá  " Salário Mín­imo Nacional (R$ 678)

"¢ Emprego " Fim das demissões em massa, ampliação das contratações, combate às terceirizações e contra o PL4330 (que libera a terceirização e precariza as condições de trabalho), além da aprovação da convenção 158 da OIT (que inibe dispensa imotivada)

"¢ Fim das metas abusivas e assédio moral " A categoria é submetida a uma pressão abusiva por cumprimento de metas, que tem provocado alto ín­dice de adoecimento dos bancários

"¢ Mais segurança nas agências bancárias, com a proibição do porte de chaves de cofres e agências por bancários

"¢ Igualdade de oportunidades, com contratação de pelo menos 20% de trabalhadores afro-descendentes.

Fonte: FETEC-CUT/SP

•  Veja outras notícias
 
         
         
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE TAUBATÉ E REGIÃO
E-mail: contato@bancariotaubate.com.br    •    Telefone: (12) 3633-5329  /  (12) 3633-5366    •    WhatsApp: (12) 99177-4205
Filiado à CUT, CONTRAF e FETEC