Seja muito bem-vindo ao nosso Sindicato   •     •   TaubatÉ / SP
 
     
 

SEU BANCO - SANTANDER

15/08/2014

Pauta específica é entregue ao Santander e negociações começam dia 2

A pauta específica de reivindicações dos funcionários já está com o Santander. A minuta foi recebida na tarde desta quinta-feira (14) pela diretora de Recursos Humanos, Vanessa Lobato, no prédio da Torre Santander, em São Paulo. O objetivo dos bancários é renovar com avanços o acordo coletivo aditivo do Santander à Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), o acordo do Programa de Participação nos Resultados Santander (PPRS) e os termos de compromisso Cabesp e Banesprev.

Ao fazer a entrega, os dirigentes da Contraf-CUT, federações e sindicatos solicitaram que as negociações com o Santander sejam concomitantes com a mesa entre o Comando Nacional dos Bancários e a Fenaban. E o banco concordou pela primeira vez e ficou marcada a primeira rodada para o próximo dia 2 de setembro. Vanessa disse que "o banco vai analisar com respeito e atenção as reivindicações dos funcionários".

Além da atualização de cláusulas do aditivo vigente, há novas demandas dos trabalhadores do banco, elaboradas a partir das consultas feita por vários sindicatos e respondidas em poucos dias por cerca de 10 mil funcionários. Dentre as prioridades apontadas, destacam-se as propostas de emprego, o fim das metas abusivas e as demandas sobre planos de saúde.

A minuta entregue foi aprovada em assembleias dos sindicatos que possuem unidades do banco espanhol em suas bases territoriais. Também está sendo ratificada em assembleias das entidades que tiveram problemas diante do prazo apertado para a sua realização.

A definição da pauta ocorreu durante a reunião ampliada da Comissão de Organização dos Empregados (COE) do Santander, ocorrida na última sexta-feira (8), no auditório da Contraf-CUT, com a participação de mais de 50 dirigentes sindicais de todo o país.

Valorização

O Santander obteve lucro lí­quido gerencial de R$ 2,864 bilhões no primeiro semestre de 2014, que significa 19% do lucro global do banco espanhol, que foi de 2,756 bilhões de euros. "Com todo esse lucro, o banco têm plenas condições para garantir novas conquistas econômicas e sociais nas negociações específicas, como forma de valorizar o empenho e a dedicação dos funcionários", ressalta Ademir Wiederkehr, secretário de Imprensa da Contraf-CUT.

"É fundamental a participação de todos na luta para conseguirmos não só a manutenção dos direitos já garantidos como também para avançarmos sobre novas conquistas", destaca Maria Rosani, coordenadora da COE do Santander e diretora executiva do Sindicato dos Bancários de São Paulo.


Fonte: Contraf-CUT/Foto: Jailton Garcia - Seeb São Paulo

•  Veja outras informações
 
         
         
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE TAUBATÉ E REGIÃO
E-mail: contato@bancariotaubate.com.br    •    Telefone: (12) 3633-5329  /  (12) 3633-5366    •    WhatsApp: (12) 99177-4205
Filiado à CUT, CONTRAF e FETEC