Seja muito bem-vindo ao nosso Sindicato   •     •   TaubatÉ / SP
 
     
 

SEU BANCO - CAIXA FEDERAL

02/02/2016

Bancos privados começam a pagar segunda parcela da PLR

O Bradesco será o primeiro a pagar a segunda parcela da Participação nos Lucros e Resultados. Nesta sexta-feira 5, o banco paga o valor adicional (descontando o que foi antecipado em novembro) mais 2,2 salários a título de PLR. Além disso, os funcionários do banco receberão a parcela a mais que determina a distribuição de 2,2% do lucro " ou seja, todos recebem o mesmo valor ", com limite de R$ 4.043,58.

O Santander fará o crédito da segunda parcela da PLR no dia 19. Além do salário, seus trabalhadores também farão jus a uma importante conquista, fruto da mobilização. Na mesma data receberão os valores relativos ao Programa Próprio de Resultados Santander (PPRS), de no mín­imo R$ 2.016, descontado o que já receberam por conta de programas de renda variável.

A confirmação da antecipação do Bradesco e do Santander atende solicitação, encaminhada pelo movimento sindical, no último dia 28, às direções de todos os bancos, em função da concentração de despesas assumidas pelos bancários entre janeiro e fevereiro.

Já o Itaú negou o pedido sem ao menos explicar o porquê. O balanço da instituição referente ao 4º trimestre de 2015 está previsto para ser divulgado nesta terça-feira dia 2."Os bancos, de acordo com a Convenção Coletiva de Trabalho (CCT), têm até o dia 1º de março para depositar a segunda parcela da PLR, mas segundo os balanços já divulgados, todos têm condições de realizarem a antecipação dos valores", afirma Alberto Maranho, diretor de Bancos Privados da FETEC-CUT/SP. "Isso se aplica também ao Itaú, que ano a ano acumula recordes em seus resultados. Esperamos que eles reconsiderem sua posição", complementa Maranho.

Regra da PLR " A PLR é composta por regra básica e parcela adicional. A regra básica corresponde a 90% do salário do bancário mais uma parte fixa de R$ R$ 2.021,79 (limitado ao valor individual de R$ 10.845,92). O montante a ser distribuído deve alcançar pelo menos 5% do lucro lí­quido do banco. Se isso não ocorrer, os valores são aumentados até que atinjam os 5% do resultado ou cheguem a 2,2 salários dos funcionários, o que ocorrer primeiro (com teto de R$ 23.861).

Antecipação - Os bancários receberam em novembro de 2015 a primeira parcela da PLR, ou 54% do salário mais fixo de R$ 1.213,07, limitado a R$ 6.507,55 e ao teto de 12,8% do lucro lí­quido do banco (o que ocorrer primeiro) apurado no primeiro semestre deste ano. O adicional foi 2,2% do lucro lí­quido do primeiro semestre de 2015 dividido igualmente, com o teto de R$ 2.021,79.

PLR sem IR " Desde 2013, fruto da mobilização do movimento sindical, os bancários também têm direito a uma tabela de tributação exclusiva da PLR, que garante isenção para quem recebe até R$ 6.677,55 e descontos a partir desse valor. Assim, todos pagarão menos imposto de renda, independentemente de quanto recebem como participação nos lucros.

Nos federais " O Banco do Brasil não antecipa o pagamento da segunda parcela da PLR. A Caixa Federal informou que o pagamento será posterior a 1º de março, em virtude da publicação do balanço só estar prevista para o final de fevereiro. Uma ressalva no acordo aditivo do banco permite pagamento entre 1º e 31 de março. Mesmo assim, as entidades sindicais continuam reivindicando a antecipação nos federais.

 

Fonte: FETEC-CUT/SP

•  Veja outras informações
 
         
         
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE TAUBATÉ E REGIÃO
E-mail: contato@bancariotaubate.com.br    •    Telefone: (12) 3633-5329  /  (12) 3633-5366    •    WhatsApp: (12) 99177-4205
Filiado à CUT, CONTRAF e FETEC