Seja muito bem-vindo ao nosso Sindicato   •     •   TaubatÉ / SP
 
     
 

SEU BANCO - BANCO DO BRASIL

19/06/2015

Plano de aposentadoria do BB vai dar problema

O Banco do Brasil divulgou prazos e informações sobre o Programa de Aposentadoria Incentivada (PAI), que deverá desligar mais de 7 mil bancários. O público-alvo são trabalhadores que desde 19 de maio de 2015 já podem se aposentar pelo INSS ou que tenham completado 50 anos de idade e 15 anos de empresa. Os oriundos de outras instituições financeiras terão contado o tempo antes da incorporação.

As informações foram divulgadas a dirigentes sindicais da Comissão de Empresa do Banco do Brasil (CEBB) na quarta-feira 17.  "O banco se limitou unicamente a apresentar o projeto, quando nós evidenciamos todos os problemas", afirma o dirigente sindical e integrante da CEBB João Fukunaga.

A CEBB avalia que o PAI será responsável por remover peças experientes do já desfalcado quadro de funcionários do BB. Fukunaga lembra que o movimento sindical não faz acordo de planos de aposentadoria ou demissão voluntária e destaca que a instituição não apresentou plano para repor esses trabalhadores, o que vai aumentar a sobrecarga de trabalho.

"Sem contar que é um absurdo o banco contar o tempo de serviço de trabalhadores de outros bancos antes da incorporação com a itnenção de se livrar dos quadros técnicos, mas ao mesmo tempo não conta esse perí­odo na hora de considerar tempo de casa, de CCV [Comissão de Conciliação Voluntária], e em cursos de capacitação para contagem da pontuação de mérito", critica.

Pressão deve ser denunciada " A direção do banco garantiu que não haverá pressão para adesão ao PAI, informa João Fukunaga. "Essa deverá ser uma decisão pessoal e os funcionários devem denunciar ao Sindicato qualquer pressão que sofrerem."

Saúde e previdência " O PAI pode trazer complicações também aos bancários englobados pelos planos de saúde e de previdência do banco. Para se aposentar com direito à Cassi, o funcionário deverá ter contribuído com o convênio por pelo menos 240 meses, conforme regulamento.

Quem tiver 15 anos de Previ e 50 anos de idade, mas não chegou a contribuir durante 20 anos com a Cassi, não se aposentará com o plano de saúde. Já os bancários abarcados no Economus só conseguirão receber a previdência complementar se estiverem aposentados pelo INSS. 

"Por essas razões orientamos aos trabalhadores para que busquem o máximo de informações possíveis antes de decidirem sobre o programa", ressalta Fukunaga. "E cobramos mais contratações e mais agilidade do BB no processo de admissão de novos funcionários."

Mais informações sobre o PAI " Até segunda-feira 22 os funcionários aptos a se aposentar poderão fazer simulações para decidir com mais propriedade se aderem ao plano. Os bancários que não tiverem interesse em se desligar continuarão suas atividades normalmente na empresa.

A janela para adesão vai do dia 22 de junho até 10 de julho e o processo de desligamento será entre 13 de julho e 14 de agosto. O programa será limitado ao máximo de 7.100 funcionários de um total de 18.000 possíveis aposentáveis. As vagas serão preenchidas por ordem de pedido até atingir o número de 7.100.  A reposição de funcionários será acelerada, garante o banco.

O incentivo proposto pelo banco é o piso de cinco salários brutos acrescido de prêmio de pecúnia por tempo de serviço de 2,04 a 2,27 salários e teto de 7,27 salários.

 

 

Fonte: Seeb SP

•  Veja outras informações
 
         
         
 
SINDICATO DOS BANCÁRIOS E FINANCIÁRIOS DE TAUBATÉ E REGIÃO
E-mail: contato@bancariotaubate.com.br    •    Telefone: (12) 3633-5329  /  (12) 3633-5366    •    WhatsApp: (12) 99177-4205
Filiado à CUT, CONTRAF e FETEC